Terapia Holística para Animais?

março 24, 2010

A Terapia Holística baseia-se no princípio de que toda doença é um desequilíbrio do corpo, mente e espírito, e não apenas uma causa. Que o ser vivo deve ser visto e tratado como um todo, um conjunto, e não por órgãos em separado. A Terapia Holística ocupa-se com o doente e suas manifestações emocionais e mentais, e não só puramente com a sintomatologia da doença.

Como funciona?
Cada vez mais pessoas estão aderindo a essa terapia para tratar de seus animais. Desvios comportamentais, doenças crônicas, dores de origem diversas, etc. A Terapia Holística ajuda desde aquele animal agressivo, passando pelo cãozinho que destrói tudo em casa, até aquele que, já tendo vivido todos os seus dias em companhia de seus donos, está prestes a deixar este mundo.

É uma maneira natural e não invasiva de ajudar ao seu pet: cães, gatos, peixes, pássaros… A Terapia Holística cuida de seu animal restaurando e equilibrando sua energia, fazendo repercutir no corpo físico a vibração da saúde e equilíbrio emocional.

A Terapia Holística, às vezes erroneamente, é chamada também de Terapia Alternativa. Este é um engano que cria margem para várias especulações. O termo certo seria Terapia Complementar, já que nenhuma das terapias que fazem parte desse campo de atuação, substituem o tratamento médico convencional, mas podem ser utilizadas simultaneamente ao tratamento alopático, desde que observadas as devidas precauções.

Quando escolhemos um animal, geralmente esperamos que ele seja nosso companheiro para toda a vida. Mas o que acontece se aquele cãozinho, antes dócil resolve de uma hora para a outra roer todos os móveis da casa, ou avançar no filho menor da família, ou latir loucamente provocando a ira dos vizinhos, ou fazer xixi pela casa inteira e cocô aonde não deveria? ou aquele gatinho fofo que você ganhou ou adotou, resolve fazer ‘fuzzzzz’, morder, arranhar ou atacar os outros gatos da casa? E aqueles cães que ‘levam seus donos para passear’, de tanto que puxam a coleira na rua?

Algumas pessoas levadas pelo desespero e por não saber mais o que fazer para resolver esta situação, optam por doar o animal… ou na pior das hipóteses, abandoná-lo!

É uma solução extrema e muitos donos acabam sofrendo tanto com isso quanto o animal. Existe uma outra forma de tratar desses desvios comportamentais de seu bichinho de uma forma branda e natural, trazendo o animal de volta ao seu equilíbrio emocional, sem a utilização de substâncias tóxicas ou químicas.

Anúncios